DF: Conheça o aplicativo 'DF no Ponto"

Viação Piracicabana - 111716
Por Rafael Martins

De acordo com a Constituição Federal, o transporte coletivo urbano no Brasil está definido como serviço público essencial (Art. 30, Inciso V) e como direito social (Art. 6º), sendo o modo ônibus a principal forma de deslocamento dos brasileiros, respondendo por 86% de participação no transporte coletivo de passageiros, em que são transportados diariamente mais de 39,5 milhões de pessoas, segundo dados da Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU).

A rede de transporte coletivo que não possui priorização está suscetível a imprevistos no decorrer de seus trajetos, dentre os quais estão os congestionamentos, semáforos inoperantes, acidentes, interdições de vias, fatores climáticos, dentre outros. Atrasos nas linhas de ônibus e, até mesmo, a falta da realização de viagens previstas pela rede são algumas das consequências destes contratempos.

Diante disto, Pense Mobilidade traz em primeira mão que o DFTrans lançou o já conhecido "DF no Ponto" em versão aplicativo, disponível nas lojas digitais dos smartphones desde janeiro deste ano, que está em período de testes e o órgão gestor pede a colaboração daqueles que usufruírem do aplicativo que pode ser atualizada conforme sugestões feitas pelos próprios passageiros. Com o app você pode consultar os horários da sua linha e programar a viagem, ver a localização do ônibus em tempo real, encontrar um posto da bilhetagem próximo a você; e até mesmo entrar em contato com o DFTrans. O app soma mais de 5 mil downloads na Play Store - loja virtual dos dispositivos Android.

O aplicativo disponível soma-se a outros dois em atuação no Distrito Federal: o Moovit, e mais recentemente o CittaMobi (veja como usá-lo aqui)

Confira abaixo neste breve guia prático como utilizar o aplicativo DF no Ponto.

1º - vá até a loja digital e procure por "DF no Ponto"


2º - com o aplicativo em seu celular, a tela inicial é esta (imagens abaixo). Nela o usuário tem a disposição várias formas de consultar o horário do seu ônibus, em que a novidade é fazer a pesquisa também por meio de voz.



3º - Na opção "Linhas", o passageiro pode digitar no campo de busca tanto o número da linha...


... quanto o nome da cidade ou local de referência que conste no itinerário do ônibus, em que aparece a listagem de linhas que atendem a região da sua escolha.


4º - ao selecionar a linha, o passageiro será redirecionado para esta tela que contém todas as informações, tais como: o nome do itinerário, a empresa operadora, o valor da passagem, o sentido da linha - que pode ser mudando apenas clicando no botão, além do quadro de horários e itinerário descritivo (basta clicar em cada um deles)...


... e há também informações sobre a localização dos ônibus em tempo real conforme o sentido da viagem escolhido anteriormente. Os veículos nos mapas são das mesmas cores das empresas operadoras. Estes círculos verdes serão explicados nos próximos tópicos.


Ao clicar no ônibus, o passageiro tem a informação sobre a linha em operação, empresa operadora, data e horário, além do registro do último sinal do equipamento de GPS que transmitem as informações para centros de comandos das empresas, que replicam os dados para o Centro de Supervisão Operacional do DFTrans.


QR CODE e outras formas de pesquisa

Os pontos de ônibus do Distrito Federal estão recebendo adesivos e placas com QR Code – código de barras em 2D que pode ser escaneado por smartphones. Através deste recurso o usuário pode verificar quais linhas atendem o ponto específico e os horários dos próximos veículos, em tempo real. Ao clicar nesta opção, a câmera do seu celular fará a leitura código, onde é possível visualizar as informações apenas daquele ponto, em tempo real.

Se o passageiro quiser saber apenas as opções que circulam por determinado lugar, é só informar a localização para ter acesso a todas as linhas que passam por ali. Neste caso, as formas de consulta no aplicativo só mudam o método da pesquisa - seja por pontos de referência (Locais) ou por linhas que atendam a cidade de origem e destino da sua viagem (Cidade). Após escolher a forma de pesquisa, o painel de informações sobre a linha do ônibus de sua preferência é o mesma descrita anteriormente.

Outra novidade é a listagem e localização dos pontos da bilhetagem eletrônica do DFTrans, em que basta clicar no ícone "Postos de Atendimento" na página inicial do app. 


Busca das linhas de ônibus por localização

Com o GPS ativado, o aplicativo identifica sua localização no mapa, e a quantidade de pontos de ônibus possui na área da região georreferenciada.


Ao clicar no círculo verde, na tela aparecem balões verdes com o “P” que são os pontos de embarque próximos. Para traçar possíveis rotas, basta definir um ponto de partida e um de chegada para saber quantas linhas fazem o itinerário e o horário delas.


Ao selecionar o ponto, o app indicará como a origem de sua viagem, sendo que ficará da cor vermelha. Note que o parada de ônibus possui um número de identificação.


Navegue pelo mapa em busca do ponto de destino da sua viagem. Ao selecioná-lo, o mesmo ficará na cor azul.


Pressione o botão Pesquisar, e o app mostra quais são as linhas que atendem a origem e o destino selecionados anteriormente. Basta clicar nelas e ver a programação horária, conforme mostrado no início do post.


Caso não haja linha direta entre a origem e destino, o app irá lhe informar sobre a integração e as linhas disponíveis. 

A integração tarifária consiste em proporcionar desconto na tarifa aos usuários que realizarem viagens utilizando um ou mais modais de transporte utilizando o cartão do Bilhete Único. O usuário pode fazer até três transbordos no mesmo sentido em período de três horas, pagando uma tarifa única total de R$ 5. O benefício vale entre qualquer tipo de ônibus do sistema e o metrô. A integração pode ser feita em qualquer parada de ônibus e em terminais rodoviários do DF.



Ouvidoria

O "DF no Ponto" também conta com um canal de comunicação com o DFTrans na página inicial do aplicativo. Ao clicar no ícone, aparece a tela como a da imagem abaixo, onde o usuário pode registrar a manifestação via telefone 162 ou pela versão app da ouvidoria.


A versão online conta com o menu dos serviços da ouvidoria. As manifestações (Elogio, Denúncia, Reclamação, Sugestão e Informações) serão encaminhadas aos órgãos e entidades que compõem a estrutura organizacional do Poder Executivo , recebendo o devido tratamento e usadas posteriormente para o direcionamento de políticas públicas.


Na aba de Reclamação, por exemplo, aparece a listagem dos assuntos que lideram as queixas...


... ou preenchendo o campo de busca com palavras-chaves, aparece a listagem dos assuntos onde pode ser registrada a manifestação.


O que falta?

Um ponto negativo avaliado pelo Pense Mobilidade é que ainda não é possível consultar horários de ônibus e traçar rotas em tempo real como nos demais aplicativos citados (Moovit e CittaMobi), que tem uma maior dinâmica em oferecer informações ao passageiro. Outro ponto em desfavor é que ao clicar no ônibus no mapa virtual, não tem informação quanto ao sentido da linha em que ele opera - tal como ocorre por exemplo em Goiânia.

Se de forma aleatória no mapa disponível clicarmos no balão "P" - que representa o ponto de parada, aparece apenas o número do ponto e a seleção para ele ser a origem da viagem, como foi exposto no tutorial. Ao passo que com o GPS ativado, o aplicativo identifica a minha localização no mapa, ao selecionar o ponto mais próximo, não existe ainda informações como o endereço, quais linhas atendem aquele ponto de parada selecionado e o principal: data da última atualização e frequência em tempo real dos ônibus que passam na parada escolhida. Também não é possível acessar através do número de ponto de ônibus - como acontece em Goiânia - em que aparece as informações anteriormente citadas.