DF: Terminal provisório da Asa Norte - um problema sem fim

Por Rafael Martins

Há anos o fim da Asa Norte é conhecido pelo terminal improvisado de ônibus. Moradores e rodoviários esperam que uma estrutura adequada finalmente saia do papel. O local funciona como ponto de soltura de 85 linhas, em que grande parte dos ônibus ficam o dia todo estacionados aguardando o horário de pico da tarde para retornar a operação.

Com o desgaste do pavimento feito no começo deste ano na área de manobra do terminal provisório, os coletivos agora ficam no chão de terra. No período da seca, a poeira toma conta. Na estação chuvosa, o terminal transforma-se num atoleiro. Os rodoviários pedem um local melhor. Segundo motoristas, a promessa de construção de um terminal na Asa Norte já dura mais de 10 anos.

Hoje (14) a Redação Móvel da TV Globo mostrou mais uma vez que o terminal não saiu do papel. Isto porque em abril, quando a reportagem esteve no local,a Secretaria de Mobilidade (Semob) havia informado que a obra de construção do terminal está prevista para começar a partir do segundo semestre de 2018, porém dependia de recursos para que definitivamente o projeto saísse do papel.

Questionada pela reportagem da TV Globo nesta quarta (14), a Semob informou que o projeto do terminal está pronto, porém aguarda a liberação de recursos do Governo Federal para poder licitar a obra e finalmente o terminal sair do papel.

Todavia, um dos principais entraves foi equacionado em março deste ano: o Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (CONPLAN) aprovou o projeto urbanístico que cria o lote para abrigar o Terminal de Integração Multimodal da Asa Norte - próximo onde hoje é um dos acessos ao Noroeste. De acordo com o CONPLAN, os projetos de arquitetura, paisagismo e complementares do Terminal já foram aprovados pelo IPHAN e atendem a legislação vigente, normas sobre acessibilidade e mobilidade.


O local onde será edificado o Terminal apresenta logística favorável, por situar-se no percurso de linhas de ônibus existentes, evitando a ampliação de circuito de linhas exclusivas para atendimento ao novo terminal, que vai estar localizado próximo a áreas de uso comercial, residencial e de prestação de serviços.

Cabe destacar que com a construção do Terminal da Asa Norte, haverá uma reorganização operacional das linhas que acessam o Plano Piloto, ancorada no Terminal da Asa Sul e Rodoviária do Plano Piloto dentro do sistema tronco-alimentador.