DF: Com responsabilidade socioambiental, Urbi reconhece e premia motoristas por condução ecológica de sua frota

Urbi Preservar
Por Rafael Martins

Programas de sustentabilidade, ligados à direção econômica, à coleta seletiva, ao correto despacho dos resíduos e à reciclagem são implementados pelas concessionárias do transporte coletivo de Brasília. Quando uma empresa assume a responsabilidade socioambiental, não só contribui para a preservação do meio ambiente como também melhora sua imagem institucional aos olhos dos seus clientes, da sociedade e de seus colaboradores.

O slogan “Mobilidade que evolui” representa bem o pensamento da Urbi na busca da inovação contínua. O Preservar, programa criado pela empresa, reduz poluição por meio de programa que une fortalecimento financeiro e sustentabilidade, ao mesmo tempo em que reconhece o compromisso de seus motoristas com a iniciativa. Para a empresa, o trabalho do motorista tem relação direta com os impactos no meio ambiente. Com este pensamento, a Urbi demonstra aos profissionais a importância do que chama-se de 'condução verde ou ecológica’, ou seja, dirigir de forma sustentável.

O Preservar é dividido em quatro ciclos trimestrais, com premiações ao final de cada ciclo. O programa é dividido em duas metas. A Meta Terminal é a meta coletiva vinculada ao aumento da performance veicular relativo ao consumo de combustível no terminal de origem das linhas da empresa. Nessa etapa, o biodiesel economizado é convertido no valor do litro do combustível.

Já a segunda meta depende exclusivamente do esforço individual dos participantes, pois nela são avaliados além da performance veicular individual, itens sobre a conduta profissional como: não envolver-se em acidentes com ônibus da empresa, não ter multas de trânsito, ter total disponibilidade para o trabalho, não ter registro de reclamação sobre sua conduta além de ter afinidade com as políticas e normas da empresa.

A premiação do terceiro ciclo ocorreu hoje (23) na garagem de Samambaia. Ao longo de 2018, já foram premiados 60 motoristas. Neste terceiro ciclo do Preservar, a Urbi poupou 136.503 kg de CO2, o equivalente a 837 árvores adultas.

Os motoristas que batem as metas nos quatro ciclos, são eleito no final de cada ano os Top Preservadores. Com o programa, todos saem ganhando: o motorista, que recebe uma parte do que economizou; o passageiro, beneficiado pela boa conduta do motorista, e o meio ambiente.