DF: EPTG receberá ônibus com portas dos dois lados na próxima renovação de frota, determina Mobilidade

Por Rafael Martins

A próxima renovação de frota das empresas que operam linhas na EPTG - Marechal, São José e Urbi deverão adquirir ônibus com portas dos dois lados. A obrigatoriedade consta na portaria publicada hoje (16) pela Secretaria de Mobilidade no Diário Oficial do DF.

De acordo com a normativa, além de ter portas em ambos os lados, os veículos deverão possuir motor traseiro ou central e piso baixo. A faixa exclusiva da EPTG está inclusa no projeto do Expresso Oeste, corredor de BRT que ligará Ceilândia, Taguatinga, Guará, Vicente Pires e Águas Claras ao Plano Piloto.

Há em curso no Ministério Público um processo administrativo que versa sobre as providências que estão sendo adotadas para realizar a operação no Corredor Exclusivo da EPTG. 

Subutilizado, segundo dados do DFTrans, atualmente 80 ônibus de 11 linhas semiexpressas - em que o coletivo não para ao longo da via e os passageiros embarcam e desembarcam nas cidades de origem, mas não na EPTG - circulam pela faixa exclusiva nos horários de pico atendendo 11 mil passageiros/dia, enquanto os ônibus das demais linhas utilizam as marginais. O tráfego na faixa é liberado também para táxis, vans escolares e ônibus interestaduais.

Quando projetado, os corredores de ônibus contariam com novos carros articulados com piso baixo, acesso para deficientes e portas para os dois lados com 17 estações ligadas aos bairros por passarelas. Esses ônibus teriam passagens integradas ao sistema de microônibus e ao metrô, na estação Terminal Asa Sul e no Setor Policial.