DF: Falta de diesel ameaça operação do transporte por ônibus

Terminal Rodoviário de Taguatinga Sul
Por Rafael Martins

Em razão da interrupção do abastecimento de óleo diesel nas garagens das cinco empresas e a estatal TCB, que respondem por praticamente toda a frota de ônibus do DF, o sistema pode ser afetado a partir de amanhã (25), devido as manifestações que vem sendo promovidas em todo o país pelos caminhoneiros, contra a política de preços adotada pela Petrobrás.

O cenário para as empresas de ônibus do DF é de incerteza. Isto porque as duas maiores concessionárias do transporte em número de frota, Pioneira e São José, não sabem se prestarão adequadamente o serviço a partir de amanhã, pois inicialmente informaram ter combustível para circular apenas hoje (24).

A São José retificou a informação via Correio Braziliense, e disse que a reserva de combustível é suficiente até este fim de semana. Cautelosa, a Viação Pioneira informou que "por enquanto, a frota de ônibus está circulando normalmente, mas que não sabe se será assim amanhã".

As empresas Urbi e Marechal tem combustível para abastecer a frota até sábado (26), enquanto os estoques da Piracicabana e da TCB encerram-se no domingo (27).

Em nota, o DFTrans disse que "monitora a situação junto às empresas de ônibus e está avaliando as medidas que podem ser tomadas, caso a operação seja afetada". Caso a situação não seja normalizada até domingo (27); há risco de paralisação total do sistema.

O Metrô-DF informou nesta tarde que o horário de pico poderá ser estendido em até uma hora, caso haja excesso de demanda além do previsto para o horário. Os 24 trens circulariam até às 20h desta quinta-feira.