Anápolis: Conheça as linhas da Integração Temporal

Urban - 81060
Por Rafael Martins

O objetivo desta integração temporal é possibilitar o deslocamento através do percurso mais curto e no menor espaço de tempo possível. As trocas de linhas devem ser realizadas sem o pagamento de outra passagem, evitando que o usuário opte por percursos mais longos levando-o até o Terminal Urbano.

Entretanto, existe a restrição no deslocamento por sentido através de uma “matriz de integração”, de modo que o usuário não poderá fazer percursos de “ida e volta” com a mesma passagem no mesmo coletivo.

Ou seja, não é permitido na integração temporal pegar ônibus da mesma linha (nem para continuar a viagem e nem pra voltar); pegar ônibus de qualquer linha que passe e vá para o de bairro da primeira linha - logo justifica-se que linhas de um mesmo grupo não integrem entre si.

Se o usuário fizer a transferência entre linhas que estão no mesmo grupo/área, será cobrada uma nova tarifa ao passar o cartão no segundo ônibus. Saiba mais sobre a integração temporal aqui.

Pontos de integração temporal

Praça do Ancião: Os usuários podem fazer o transbordo no ponto da Praça do Ancião somente entre as linhas do corredor Brasil Sul/Daia com as linhas do corredor São Francisco/Mato Grosso, ou vice versa.


Viaduto Nelson Mandela: o transbordo no ponto do Viaduto Nelson Mandela dá-se somente entre as linhas do corredor Brasil Norte com as linhas da Área Filostro, ou vice versa.


Havan: a integração no ponto da Havan é feita somente entre as linhas que atendem os bairros adjacentes a BR-060 com as linhas sentido Daia Jundiaí, ou vice versa.


Polocentro: a integração temporal é válida somente entre as linhas que atendem o bairro Polocentro com as linhas Daia via Brasil que seguem para o Distrito Agroindustrial.