DF: Trânsito da Esplanada será alterado na quarta (4) para manifestações

Governo detalha esquema do trânsito para votação do impeachment
Para garantir a segurança dos manifestantes que ocuparão a Esplanada dos Ministérios nesta quarta-feira (4), as forças de segurança do Distrito Federal farão alterações no trânsito.

A partir da zero hora, o Batalhão de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar interditará o fluxo de veículos na zona central do Plano Piloto, que receberá manifestantes para o julgamento do habeas corpus do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva no Supremo Tribunal Federal.

As alterações ocorrerão na altura do Buraco do Tatuí (ligação entre a L2 Sul e a L2 Norte). Quem vier do Eixo Monumental sentido Museu Nacional, pela via S1, terá o acesso interrompido logo antes da Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, podendo acessar a L2 Sul.

No sentido contrário, quem vier da L2 Norte poderá acessar a N1 na direção do Teatro Nacional. Já o acesso ao Eixo Monumental via L4 Norte estará interditado.

As alterações seguem o protocolo de operações da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social.

A divisão de lados dos grupos será feita por meio de um corredor de policiamento ostensivo e uma grade de 1,20 metro de altura. Os que são contra a concessão do habeas corpus deverão ficar à direita da Esplanada, com concentração no Museu Nacional. Os que são favoráveis à decisão ficarão à esquerda, com o Teatro Nacional como ponto de apoio.



Um grupo de ruralistas também estava com a manifestação marcada para a data. Eles estarão concentrados no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson.

De acordo com os organizadores, são esperadas pelo menos 10 mil manifestantes de cada movimento.

“Nosso objetivo é atender da melhor forma aos três públicos, respeitando o direito de manifestação de todos”, reforçou o subsecretário de Operações Integradas da Secretaria da Segurança Pública, Julian Rocha Pontes, em reunião nesta segunda (2) com representantes dos movimentos e das forças de segurança.

Ficou acordado que o limite de acesso dos manifestantes será a Alameda das Bandeiras e que itens como balões e bonecos infláveis não poderão entrar na área da Esplanada.

Fonte: Agência Brasília