DF: Multas contra o transporte pirata cresceram em 2017

Operação conjunta combate transporte irregular de passageiros em Taguatinga e em Ceilândia
Por Rafael Martins

As multas decorrentes de transporte irregular de passageiros cresceram 429% em 2017 no Distrito Federal. Um balanço da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social mostra que ano passado foram lavradas 5.347 multas, contra 1.010 em 2016.

No primeiro trimestre deste ano, a Polícia Militar já emitiu 1.616 autos de infração. Há dois anos, a pedido da Secretaria de Mobilidade, a Polícia Civil baseada no artigo 265 do Código Penal passou a enquadrar como crime passível de cinco anos de prisão quem faz transporte pirata.

Com a fiscalização intensificada, segundo a PM, em um único dia deste mês cerca de 149 motoristas foram multados. Com o aumento das notificações, as forças de segurança alertam que o transporte irregular é perigoso, já que muitos motoristas têm passagens pela polícia e alguns veículos são roubados ou sequer tem condições para transportar passageiros. A multa para este tipo de infração é de R$ 130 e quatro pontos na carteira de motorista.

Nas ruas, no entanto, passageiros reclamam da falta de ônibus e apesar de conhecer os riscos, alguns ainda se aventuram pegando o transporte pirata.