DF: Número de roubos em transporte coletivo diminuiu em fevereiro, diz Secretaria de Segurança Pública

DF mantém queda no número de roubos em coletivo
Por Rafael Martins

Dados divulgados nesta segunda-feira (5) pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social mostram que houve uma redução de 39,5% no número de assaltos a ônibus na capital, se comparado com o mesmo período do ano anterior. Foram 173 ocorrências registradas em fevereiro contra 286 em 2017. 

Quem utiliza o transporte na capital denuncia que os arrastões nas paradas de ônibus aumentaram. Samambaia tem uma das situações mais críticas: entre 2016 e 2017 o número de roubo a ônibus subiu 24%. As ocorrências neste caso são registradas como roubos a pedestres, que segundo a Secretaria, passaram de 3.343 em fevereiro de 2017 para 2.511 em 2018, uma redução de 24,9%.

Entretanto a redução não significa uma melhora, mas sim porque muitas vítimas deixam de registrar a ocorrência. Por conta da alta reincidência, as pessoas ficam com medo de denunciar.

“O registro de cada ocorrência e a informação qualificada são essenciais para o planejamento das forças de segurança”, avaliou o secretário da Segurança Pública, Cristiano Sampaio, na apresentação dos dados hoje. 

A Secretaria de Mobilidade, por exemplo, intensificou a fiscalização para verificar os itens de monitoramento das empresas de ônibus. A ideia é facilitar o trabalho de investigação da Polícia Civil, que, por sua vez, estabeleceu protocolos para o registro de ocorrências nas delegacias.



“Nos reunimos com as empresas, pedimos para que o registro fosse feito sempre na delegacia no destino ou na origem das linhas. Isso facilita o trabalho de investigação, a identificação dos criminosos e a condenação mais contundente dessas pessoas”, detalha o subsecretário de Fiscalização, Auditoria e Controle, da Secretaria de Mobilidade, Felipe Leonardo Santos Martins.