DF: Cartão Estudante lidera ranking de reclamações na Ouvidoria do GDF

Em todo o ano passado, a Ouvidoria-Geral do DF recebeu 157.573 manifestações, um acréscimo de 17% em relação a 2016, quando foram registradas 134.544 queixas. O Passe Livre Estudantil é o campeão de reclamações da população do Distrito Federal. O resultado foi divulgado no Relatório Anual 2017 e mostra que o sistema de bilhetagem automática do governo não agradou aos usuários. O total de protestos foi de 22.532.

Ao longo do ano, o programa passou por recadastramento dos 195 mil usuários e pela revalidação dos cartões. O Metrópoles mostrou os problemas com o serviço, a longa espera pelos cartões, filas e até mesmo o bloqueio da atividade. Na manhã de quarta-feira (21/2), a reportagem voltou ao posto de atendimento do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA) na Galeria dos Estados e pôde constatar a insatisfação das pessoas.

“O serviço é péssimo. Todos os anos enfrentamos problemas e temos que passar diversas horas na fila para revalidar os dados, que deveriam ser atualizados automaticamente. Não tem como a população não reclamar. O cenário nunca muda”, comentou a estudante de letras da Universidade de Brasília (UnB) Yasmin Beatriz Silveira Santos, 18 anos.

Raphaela Correia do Nascimento, 18, estudante de enfermagem da Faculdade Icesp, também reclamou do serviço. “É muito desconfortável ter esse problema sempre. Sem contar quando eles desativam o seu cartão, e você é obrigado a adquirir um novo”, desabafou. “Não existe pressa para resolver o problema com o passe dos estudantes. Eu tive que pagar dois meses de passagem, do próprio bolso, para continuar frequentando as aulas”, acrescentou.

Por meio de nota, o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) informou que, “em 2016, deu início à implementação do sistema informatizado de gestão das gratuidades para uso no Sistema de Transporte Público Coletivo do Distrito Federal, até então inédito em Brasília. O sistema, desenvolvido para evitar fraudes na utilização das gratuidades, permitiu, à época, o cancelamento de cerca de 85 mil cartões do Passe Livre Estudantil”.

Ainda segundo o órgão, “o controle e o monitoramento dessas gratuidades passou a gerar, como previsto, a crescente demanda por atendimentos na Ouvidoria do DFTrans e do GDF, reflexo de um processo de adaptação natural da sociedade diante de uma nova metodologia de gestão implementada pelo GDF para garantir, de forma adequada, o benefício a quem tem direito”.

Fonte: Portal Metrópoles