Entorno DF: Número de assaltos a ônibus de Santo Antônio do Descoberto dispara em 2017

Taguatur - 05608
Por Rafael Martins

Rodoviários e passageiros vivem uma rotina de medo nas linhas que ligam Santo Antônio do Descoberto a Brasília. Somente nos últimos quatro meses, foram 29 assaltos a ônibus da Taguatur, única empresa que faz o trajeto semiurbano. O número é mais que o dobro registrado em todo o período de 2016 - quando foram registrados 13 assaltos.

Os rodoviários denunciam que os criminosos agem da mesma forma: entram em dupla ou trio, armados, rendem o motorista e o cobrador, e, depois de limparem o caixa, levam os pertences dos passageiros. Por causa disso, muitas vezes, esses profissionais passam reto nos pontos caso desconfiem de quem faz sinal para o veículo parar.

Segundo os motoristas, os bandidos sempre embarcam no Pistão Sul, em Taguatinga. Eles pagam a passagem normalmente e após passarem pelo posto da PMDF em Samambaia, dão voz de assalto. A Polícia Militar diz que têm reforçado a abordagem aos ônibus no trecho.

Além do prejuízo financeiro, a Taguatur enfrenta outro problema: os pedidos de demissão dos rodoviários. Desde setembro, 10 motoristas saíram da empresa devido a insegurança.

Confira a reportagem veiculada pelo G1 DF aqui.