DF: Usuários do Metrô enfrentam maior tempo de espera nesta quinta-feira

A greve dos metroviários completa uma semana nesta quinta-feira (16/11) e o usuário deve ficar atento quanto à circulação de trens. O funcionamento do serviço permanece com o esquema dos demais dias de paralisação. Ao todo, 18 trens circulam apenas nos horários de pico, de 6h às 10h e de 16h30 às 20h30.

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô) alerta para o tempo de espera, que deverá ser maior enquanto durar a greve. A estimativa da empresa é de que os passageiros aguardem cerca de sete minutos entre um trem e outro. Em dias normais, o intervalo é de três minutos e meio.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários (SindMetrô) mantém a greve por tempo indeterminado. Segundo o Metrô-DF, a categoria descumpre decisão judicial, emitida um dia antes da greve ser decretada. O documento do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10) solicita que 90% da frota circule em horário de pico (22 trens) e 60% em horários normais (15 trens).

Em contrapartida, o sindicato alega que a decisão de abrir as estações é da estatal e que, enquanto o governo não se manifestar, a paralisação continua. Os metroviários exigem a contratação de mais de 600 aprovados em concurso de 2014 e o pagamento de reajuste salarial de 8,41%, em atraso desde 2015.

Fonte: Correio Braziliense