DF: Mesmo com greve, Metrô abre as 24 estações nesta segunda-feira

Os usuários do Metrô terão pelo menos 18 trens rodando nos horários de pico, nesta segunda-feira (12/11). Das 6h às 10h e das 16h30 às 20h30, as 24 estações estarão abertas mesmo diante da greve dos metroviários, iniciada na última quinta-feira (9/11). Os servidores da Companhia do Metropolitano do DF interromperam a paralisação neste domingo (12) para atender os estudantes que fariam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas o movimento será retomado nesta segunda.

Os 18 trens representam 75% da frota e são a garantia dada pelo Metrô, apesar de decisão judicial exigir 90% de funcionamento. Embora não tenha cumprido até agora, o Sindicato dos Metroviários (Sindmetrô) afirma que manterá a atividade nos horários de maior fluxo de pessoas. “Colocaremos o quantitativo necessário, mas a decisão de fechar as estações nos últimos dias foi do Metrô. Eles alegaram que não mandamos uma lista, mas isso não ocorreu”, afirmou o secretário de Assuntos Jurídicos do sindicato, Leandro Santos.

Em acordo durante audiência de conciliação na tarde da última sexta-feira (10/11), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-10ª), ficou decidido que a greve continuava. O GDF não apresentou proposta à categoria e repetiu o discurso de que não há dinheiro em caixa para atender aos pleitos da categoria.

Os servidores não abrem mão de ter suas reivindicações — reajuste salarial e contratação de concursados — atendidas. O juiz Pedro Foltran deu prazo até segunda-feira (13) para o Sindmetrô apresentar defesa e se manifestar sobre requerimento feito pelo GDF para que a paralisação seja considerada abusiva e ilegal. Já a Metrô-DF terá até a quinta (16) para réplica. Além disso, o Executivo se comprometeu a apresentar proposta de cronograma para nomeação de aprovados no concurso público.

Fonte: Portal Metrópoles