Goiânia: Prefeitura cobra agilidade na resolução do impasse entre Caixa e TCU sobre obras do BRT

HP Transportes - 20168
O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, se reuniu nesta terça-feira, 19, com o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Gilberto Ochi, para cobrar rapidez na solução do imbróglio que envolve a instituição financeira e o Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo o prefeito, a população da Capital merece respeito e não pode mais esperar pelo retorno da obra. “Quem me conhece sabe que não sou de correr dos problemas e dos desafios. Chamei o presidente da Caixa e solicitei que resolva logo esse impasse. Goiânia não tem mais tempo, a população não agüenta mais”, destacou.

Na ocasião, Gilberto Ochi, assegurou ao prefeito que marcará uma reunião imediatamente com o ministro do TCU para mostrar o relatório da prefeitura que diz que a aplicação do recurso é baseada no menor preço global do contrato, ou seja, R$ 242 milhões no custo total da obra, uma economia de R$ 30 milhões.

Caso o tribunal não aceite a ação e faça com que se observem os apontamentos por itens, a prefeitura informa que vai procurar as empresas do consórcio para que se manifestem o interesse em atender às recomendações do órgão federal. Se aceitarem, as obras continuam, se não aceitarem, a prefeitura comunica que buscará alternativas para a conclusão da obra.

De acordo com a procuradora-geral do município, Anna Vitória Caiado, a Prefeitura de Goiânia, mesmo em situação financeira frágil, não mediu esforços para cumprir a sua parte no contrato e repassou R$ 6 milhões em contrapartida para a execução da obra. “Mesmo o país passado por essa grave crise, o prefeito entendeu a importância dessa obra para a população, que estava paralisada desde a gestão passada. O prefeito autorizou a contrapartida e as obras voltaram”, lembra.

Trechos das obras BRT recebem readequações no trânsito

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra) e Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT), iniciou nesta semana na região do Jardim Balneário Meia Ponte a readequação do trânsito dos trechos que recebem as obras do BRT Norte Sul.

As ações foram determinadas pelo prefeito Iris Rezende e vão permitir maior acessibilidade e fluidez no trânsito, em pontos que antes estavam bloqueados para as obras do corredor de ônibus. “Enquanto a Prefeitura de Goiânia trabalha para a retomada das obras do BRT, o trânsito está sendo reorganizado para que moradores e comerciantes não sejam prejudicados“, afirma o titular da Seinfra, Fernando Cozzetti.

No cruzamento das avenidas Horácio Costa e Eurico Viana já é possível trafegar por duas faixas das pistas. No local, também estão sendo realizados serviços de limpeza e manutenção asfáltica (tapa-buracos) em vias adjacentes. Em alguns pontos, a gestão municipal também está implantando semáforos. “O remanejamento das defensas que bloqueavam o tráfego em diversos locais vai garantir, sem dúvida alguma, um melhor fluxo de veículos“, garante Cozzetti.

Além da região do Jardim Balneário Meia Ponte, os serviços de readequação serão executados também na região da Praça do Trabalhador e na Avenida 4ª Radial.

Fonte: Prefeitura de Goiânia