Entorno DF: Mais X tem operação suspensa pela ANTT

Mais X - 27138
Por Rafael  Martins

A empresa Mais X, que opera entre Novo Gama e Brasília, teve suas operações suspensas cautelarmente pela ANTT. A decisão, já em vigor, foi publicada hoje (08) no DOU após instaurado processo administrativo para apurar a má prestação do serviço pela empresa.

A cassação da autorização da Mais X arrasta-se desde agosto de 2016. A ANTT disse na época que a empresa poderia ter sua autorização cassada, após um ônibus envolvido em um acidente com 13 pessoas, não ter autorização da Agência para circular.

Passageiros que dependem dos serviços da empresa reclamam rotineiramente da precariedade dos ônibus, em que usuários e a própria imprensa denunciam veículos com pneus carecas, bancos rasgados e sem faróis. Já houve flagrante de um ônibus circulando entre Novo Gama e Plano Piloto sem os vidros da porta dianteira pela BR-040.

A Mais X opera em Novo Gama desde abril de 2014, quando a Viacap, empresa que pertence ao Grupo São José, desistiu de operar nas linhas entre o município goiano e o Distrito Federal. A decisão da Agência ocorreu depois de protestos quase que diários na BR-040 por causa da má qualidade do serviço prestado pela Vian e Vialuz, que parou o Entorno Sul entre os meses de março e abril de 2014.

Nova empresa

A empresa paulista Coutinho Transportes venceu o chamamento público da ANTT para a linha Novo Gama/Brasília e já iniciou as operações no município goiano. A frota para operar o trecho será de 32 ônibus, sendo 29 para a operação, e três veículos reserva. A tarifa vigente é de R$ 5,75.

As linhas para Taguatinga e Gama são operadas pela Taguatur, já que a empresa venceu a licitação em 2014 para atender estes dois trechos.