Goiânia: Prefeito Iris Rezende e Marconi Perillo acertam parceria para conclusão da Leste-Oeste

A Prefeitura de Goiânia foi o 245º município do Estado (do total de 246) a formalizar seu pedido de inclusão no Goiás na Frente. O prefeito Iris Rezende fez ao governador Marconi Perillo a solicitação de inclusão da capital no programa durante reunião no Paço Municipal na manhã desta quinta-feira, dia 03.

Iris solicitou a parceria para o financiamento do ramal leste da Avenida Leste-Oeste, entre a Praça do Trabalhador e área limite com o município de Senador Canedo. A obra é estimada em R$ 70 milhões, está em fase de proposição de projeto e, segundo Iris, será licitada nos próximos meses.

A avenida está sendo construída sobre o antigo leito da estrada de ferro Goiânia-Araguari (MG). O prefeito de Goiânia pediu que o Estado financie 50% do empreendimento, o equivalente a R$ 35 milhões, e o governador determinou que as equipes das duas administrações se encontrem para definir o cronograma de desembolsos junto ao orçamento do Goiás na Frente.

O Goiás na Frente vai aplicar R$ mais de R$ 9 bilhões em obras de infraestrutura econômica e social em 2017 e 2018. Desse total R$ 5,6 bilhões são em recursos próprios do Estado, dos quais R$ 500 milhões foram reservados para os convênios com as prefeituras. Na manhã desta quinta-feira, antes da reunião com o prefeito de Goiânia, o governador assinou os convênios com mais 40 municípios para a liberação dos recursos.

O governador, que estava acompanhado dos secretários Vilmar Rocha (Secima), José Carlos Siqueira (Casa Civil), Tayrone Di Martino (Governo), João Furtado (Fazenda), Carlos Maranhão (Assuntos Estratégicos), Paula Amorim (Segplan) e Francisco Pereira (Casa Militar), e de Jalles Fontoura e Elie Chidiac (respectivamente presidente e diretor da Saneago), deu sinal verde ao pedido do prefeito para que Goiânia participe do programa Goiás na Frente.

Segundo Iris, para reduzir os custos da obra, o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese) se comprometeu a viabilizar os R$ 2 milhões necessários para a realização do projeto. Marconi lembrou que “não é algo para começar amanhã, é bom que se diga”, mas a decisão política está tomada. “Quando ficar pronto o projeto, imediatamente nós vamos passar a primeira parcela”, afiançou.

O governador agradeceu o prefeito pela receptividade, destacando que já recebeu o prefeito por duas oportunidades em seu gabinete, mas foi a primeira visita oficial que faz a Iris Rezende como governador, depois da posse do prefeito em 1.º de janeiro deste ano. Marconi também convidou o prefeito para participar da inauguração do Sistema Produtor Mauro Borges, no próximo dia 21.

Sobre a questão do saneamento, Marconi disse que foi uma conversa de “alto nível” e “muito madura”, com indicação de dois técnicos de ambos os governos para avançar nas discussões, “para tratar desse assunto tecnicamente, sem qualquer viés político”. Segundo ele, o que interessa a ambos é o bem comum de Goiânia e do Estado de Goiás. “Essa é a compreensão minha e do prefeito Iris Rezende”, afirmou Marconi.

“É um momento em que o Governo de Goiás e a Prefeitura de Goiânia se dão as mãos, movidos pelo espírito público, pela responsabilidade administrativa, a fim de preparar um futuro seguro e tranquilo desta querida capital”, disse Iris. Na reunião ficou acertado que dois assessores do governo do Estado e dois do Município de Goiânia ficarão responsáveis pela discussão do contrato de concessão do sistema de água e esgotamento sanitário para o Estado, cuja prorrogação foi aprovada pela Câmara de Vereadores no ano passado.

Fonte: Goiás Agora