Banco Mercedes-Benz é o mais novo agente financeiro do REFROTA 17

HP Transportes - 20077
O Banco Mercedes-Benz é o mais novo agente financeiro do programa REFROTA 17. A ação do Ministério das Cidades, por meio da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana (Semob), prevê uma linha de financiamento de R$ 3 bilhões em recursos do FGTS para a aquisição de aproximadamente 10 mil novos ônibus.

O objetivo é modernizar 10% da frota nacional, estimada em 107 mil unidades, incentivando a melhoria do transporte público coletivo urbano, trazendo mais conforto e segurança aos usuários.

A adesão do setor privado ao REFROTA, segundo o titular da Semob, José Roberto Generoso, é fundamental para a otimização dos sistemas de transporte público coletivo.

“O programa já conta com a participação da Caixa Econômica Federal e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que são públicos. A entrada do Banco Mercedes facilita porque é uma instituição acostumada a lidar com aquisição de veículos e tem um volume considerável para operar”, reitera.

Outra vantagem do REFROTA é a taxa de juros diferenciada: da ordem de até 9%, inferior à Agência Especial de Financiamento Industrial (FINAME), subsidiária do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), tradicional no setor, na faixa de 12%.

Adesão - Podem participar do programa empresas do setor privado, denominadas concessionárias ou permissionárias, que trabalham com transporte público coletivo urbano. O REFROTA 17 contempla veículos do sistema de transporte sobre pneus do tipo micro-ônibus; miniônibus, midiônibus, ônibus básico, Padron, Articulado e Biarticulado.

Ascom Ministério das Cidades