Goiânia: MP apura suposta irregularidade no repasse de valores do Passe Livre Estudantil

Por Rafael Martins com informações do MP

O Ministério Público de Goiás instaurou um procedimento para apurar uma possível irregularidade no repasse dos créditos do Passe Livre Estudantil. De acordo com a promotora de Justiça Leila Maria de Oliveira, os alunos estariam recebendo baixos valores em suas carteirinhas, sendo também depositados fora do período padrão.

A promotora, portanto, já requisitou ao Set e à Secretaria de Governo que prestem informações sobre o benefício, especialmente relacionando os requisitos para seu recebimento, como ocorre seu repasse, como são fixados e quais são os valores a serem repassados ao beneficiário. Além disso, a promotora questiona se os créditos estão sendo depositados regularmente e quais as razões para uma eventual redução no valor repassado entre um mês e outro.

A Secretaria de Governo informa que os prazos para recarga do Passe Livre Estudantil permanecem os mesmos. Até o décimo dia útil de cada mês, o estudante poderá recarregar os créditos em sua carteirinha disponibilizados pelo governo, nas máquinas amarelas disponíveis nos terminais de integração e estações do Eixo Anhanguera.