DF: Moradores reclamam da falta de conservação das paradas de ônibus no Gama

Por Rafael Martins

Se depender de ônibus no Distrito Federal não é tarefa das mais fáceis, imagina esperá-lo em local sem infraestrutura adequada? Quem precisa pegar ônibus no Gama reclama das condições das paradas de ônibus, muitas delas depredadas ou até mesmo sem cobertura ou sinalização indicando que ali para um ônibus. A situação repete-se em outras cidades do DF.

A Redação Móvel do DFTV mostrou que no Setor Leste do Gama, tem parada de ônibus de alvenaria e cobertura de telha. Mas o abrigo é tão antigo que tem buracos enormes onde os passageiros ficam. No Setor Norte, as paradas são de outro modelo, bem mais estreitas.

A Avenida JK, no Gama, foi totalmente reformada em 2015; porém ao longo de toda a via sequer existe estrutura adequada para aguardar os coletivos; mesmo o local contando com as calçadas e baia com recuo para os ônibus. As obras, orçadas em R$ 4,17 milhões, contemplaram aproximadamente 6 km de extensão da via, entre o balão próximo à Feira Permanente até as proximidades das residências do Setor Oeste.

Ao DFTV, a Administração Regional do Gama informou que realizou a pintura das paradas de ônibus de alvenaria. Sobre as paradas de concreto, o DFTrans disse que está concluindo um termo de referência para a abertura de licitação para reforma e manutenção dos abrigos, sem data definida. O órgão informou também que em fevereiro deste ano publicou um edital para construção de novos abrigos e aguarda a conclusão deste processo.