Anápolis: Outorga do transporte foi usada para pagar servidores e fornecedores

Urban - 80284
Por Rafael Martins

Chegou ao fim nesta quarta-feira (24), o mistério que pairou sobre a Câmara Municipal acerca da destinação da outorga de R$ 27 milhões paga pela Urban quando sagrou-se vencedora da licitação do transporte coletivo aberta em 2010.

De acordo com o edital, o pagamento da outorga seria pago em 12 parcelas. A primeira foi paga pela Urban no dia da assinatura do contrato; e o restante das 11 parcelas nos 30 dias subsequentes; sendo quitada em agosto de 2016.

O vereador Domingos Paula (PV), que preside a Comissão de Transporte e Urbanismo, disse que o secretário municipal da Fazenda, Geraldo Lino, respondeu ofício sobre onde foram investidos os R$ 27 milhões pago pela concessionária do transporte.

"O montante foi repassado pela empresa para Prefeitura a partir de agosto de 2015. A verba não era carimbada, portanto, não tinha destinação. Fomos informados que o prefeito da época, João Gomes, utilizou a maioria deste recurso para pagar a folha de funcionários. Além disso, os valores foram destinados para pagamento de fornecedores”, informou ao site da Câmara Municipal.

O vereador do PV elogiou a postura da antiga administração em manter os pagamentos de servidores e fornecedores em dia; porém lamentou que a população em geral esperava que parte do dinheiro fosse utilizado para melhorar a prestação do serviço de transporte.

“Poderia ter investido nos pontos de ônibus, no Terminal Urbano, nas linhas do transporte, por exemplo, mas nada disso aconteceu. De todo modo fica aqui a informação de onde foi utilizado esses mais de R$ 27 milhões”, concluiu o vereador do PV.