Goiânia: CMTC garante a promotora que mudanças no transporte coletivo têm sido feitas a partir de estudos

A promotora de Justiça Leila Maria de Oliveira reuniu-se na manhã de hoje (11/4) com o presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Fernando Meirelles, para tratar das medidas que estão sendo implementadas pela companhia para o cumprimento de recomendação feita pelo Ministério Público no último dia 3. Após três horas de reunião, Fernando Meirelles assegurou que foram repassadas à promotora as providências já tomadas.

Ele citou que desde a semana passada 44 ônibus foram colocados nos terminais e 104 novos organizadores de fila estão trabalhando, sendo 52 no período matutino e o restante no vespertino. “As alterações estão sendo feitas de forma gradativa, a partir de estudos feitos pela companhia”, informou.

De acordo com a promotora Leila, o encontro teve ainda o objetivo de requisitar da CMTC os dados necessários para que seja feita uma radiografia do transporte público da Região Metropolitana e exigido o cumprimento dos serviços que estão sendo prestados de forma precária pelas empresas.

Desse modo, Fernando Meirelles garantiu que todos os dados necessários à atuação do MP-GO serão fornecidos e que, conforme exigido pela promotora, não será levado à apreciação o aumento da tarifa até que as adequações sejam cumpridas pelas empresas concessionárias.

Na segunda-feira (17/4), a promotora Leila Maria e o presidente da CMTC vão reunir na sede do MP-GO com os representantes das empresas para também debater a necessidade de cumprimento dos critérios exigidos no contrato de concessão.

Fonte/Foto: MP-GO