DF: Fiscalização apreende 100 ônibus por problemas de acessibilidade

Em três semanas, a Secretaria de Mobilidade apreendeu 100 veículos do transporte público do Distrito Federal por problemas de acessibilidade. Dos 3,2 mil ônibus e micro-ônibus da frota, 1.414 foram vistoriados na operação Hefesto, ocorrida de 20 de março a 8 de abril.

Executada pela Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle da pasta, a ação teve como objetivo verificar se os equipamentos para pessoas com deficiência estão em pleno funcionamento.

No período emitiram-se 198 autos de infração. O elevador de acesso foi o item que apresentou mais problemas, com 37 veículos autuados, seguido da cigarra (sinal sonora de parada), com 35.

Falhas nos assentos especiais e falta ou defeitos nos cintos de segurança para cadeirantes também foram identificados. A multa por incorreção é de R$ 450. Em caso de reincidência, o valor duplica: R$ 900. Os veículos apreendidos só serão devolvidos às empresas após os devidos reparos.

Segundo o subsecretário de Fiscalização da pasta de Mobilidade, Felipe Martins, a ação também avaliou se os motoristas estão aptos para atender demandas relacionadas a acessibilidade — não apenas para pessoas com deficiência, mas também para idosos e passageiros com dificuldade de locomoção.

“O objetivo desse tipo de operação é identificar o maior número de irregularidades em um curto espaço de tempo. A ação é de caráter pedagógico”, diz Martins, que frisa a importância de a população relatar as falhas na ouvidoria do governo de Brasília, no telefone 162.

Fonte: Agência Brasília