DF: 36 mil estudantes de escolas particulares perdem direito ao Passe Livre

Pelo menos 36 mil estudantes de escolas particulares perderam direito ao Passe Livre Estudantil após servidores do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) identificarem irregularidades no cadastramento do programa. Segundo o órgão, a economia prevista para os cofres públicos após o corte é de R$ 7 milhões mensais - valor equivalente às 54 viagens a que cada beneficiário tem direito por mês.

Durante a investigação feita pelo órgão, foi constatado que 32 mil alunos não foram reconhecidos em nenhuma instituição de ensino e cerca de 4 mil não tiveram a relação de matrícula e frequência enviadas pela escola para o DFTrans. Esses últimos já tiveram o passe suspenso, enquanto os outros 32 mil perderão os benefícios na próxima segunda-feira (10/4).

Segundo o diretor geral do DFTrans, Léo Cruz, esse trabalho de pente fino sempre foi solicitado pelos órgãos de controle e pela sociedade. “Foi um pedido do próprio governador de que a gestão fizesse essa ação. É necessário que o governo faça a gestão de benefícios de forma transparente”, afirma.

Fonte: Correio Braziliense