Anápolis: Pontos de ônibus existentes são alvo de vandalismo

Urban - 80292
Por Rafael Martins

Anápolis hoje tem aproximadamente 1,4 mil pontos de ônibus. A Prefeitura garante que pelo menos 70% deles possuem cobertura, porém são nos bairros periféricos que os problemas acentuam-se. As paradas, em sua maioria, tem como identificação postes pintados de preto e amarelo. Em alguns locais, conta-se com uma cobertura simples e um banco de concreto. Os abrigos em melhores condições estão na região central, e nas grandes avenidas.

Entretanto os pontos de ônibus instalados nos corredores preferenciais do transporte coletivo são alvo de vandalismo, em que os vidros estão quebrados, luminárias independentes quebradas e pichações. Ao todo, a CMTT contabiliza cerca de nove pontos de ônibus vandalizados até agora que tiveram que ser retirados para reparo. O custo da estrutura nova é de R$ 6 mil reais.

Déficit

O contrato de concessão firmado entre a Urban e Prefeitura estabelece que a empresa deve instalar dois abrigos por mês, num total de 24 por ano. Entretanto, a CMTT poderá acumular o número de abrigos de até dois anos para implantação posterior, desde que previamente comunicado a empresa.

Desde a assunção do sistema em novembro de 2015, a Urban não implantou nenhum ponto de ônibus em Anápolis. Em recente sessão na Câmara Municipal, o diretor-geral da CMTT, Carlos César Toledo, informou que a concessionária do transporte hoje tem um déficit de mais de 30 pontos a serem construídos na cidade.

A instalação dos pontos de ônibus por parte da Urban só ocorrerá após a conclusão de um mapeamento sobre a condição dos abrigos na cidade, em que será definido quais locais serão contemplados.

Este estudo, segundo a CMTT, será finalizado em breve; para assim notificar a Urban para a construção dos pontos de ônibus previstos no contrato.