Anápolis: Entenda como funciona a integração temporal da Urban

URBAN - 80306
Por Rafael Martins

Anápolis hoje, ao contrário da maioria das cidades, têm a integração temporal fechada por grupo de linhas. Isto significa que para fazer o transbordo de uma linha de uma área para outra linha de uma área distinta sem ir para o Terminal Urbano; ele tem de obrigatoriamente se deslocar para o ponto de integração.

A regra básica da integração temporal é que a mesma deve ser realizada em duas linhas diferentes de áreas operacionais distintas em uma viagem contínua, ou seja, sem voltar, respeitando o prazo máximo de 1 hora entre a primeira e a segunda validação.

O transbordo para a troca de linhas é feito somente nos pontos de integração, atualmente localizados na Praça do Ancião e no Viaduto Nelson Mandela; com os cartões da Urban. Fora destes locais, não é possível utilizar a integração temporal.

A integração nesses locais funciona da seguinte forma: Ao entrar no primeiro ônibus, aproxime o cartão do validador, a catraca vai ser liberada e será debitado o valor de uma passagem. Dentro de um prazo de 1 hora você poderá entrar em outra linha de ônibus de outra área nos pontos de integração, usar novamente seu cartão e liberar a catraca sem pagar outra tarifa, e sem a necessidade de ir ao Terminal Urbano.

Conforme a CMTT informou, estão previstos mais 13 pontos de integração temporal, que dependem da conclusão das obras dos corredores de ônibus para serem implantados.