Goiânia: AGR aprova cálculo de reajuste da passagem de ônibus

O Conselho Regulador da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) aprovou as contas apresentadas pela Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), nesta quinta-feira (23), em Goiânia. Conforme o órgão, a decisão deve ser encaminhada para a Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), que pode aprovar, ou não, reajuste.

Segundo a AGR, o relatório técnico apresentado pela CMTC indica que a tarifa cobrada dos passageiros deve ser de R$ 4 e, após análise, considerou o estudo adequado. O advogado e assessor da presidência do Conselho Regulador, Gilvan Evangelista dos Santos, explica o trabalho realizado pelo órgão.

“O estudo tarifário é de responsabilidade da CMTC. A sua diretoria aprovou um estudo que indicava uma tarifa de R$ 4 e o processo foi encaminhado para a oitiva da AGR. Essa oitiva consiste na análise daqueles cálculos feitos. Os cálculos estão em conformidade com aquilo que está previsto em contrato, que já é estabelecido entre o poder público e as concessionárias”, explicou.

Ainda segundo ele, o cálculo que levou à tarifa de R$ 4 leva em consideração encargos sociais, salários, impostos, valor do diesel e equipamentos usados pelas empresas. O representante da AGR reforça que ainda é preciso uma etapa para que o aumento seja aprovado e entre em vigor. “O reajuste compete exclusivamente à Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo”, disse.

O último aumento ocorreu em 2016, quando passou de R$ 3,30 para R$ 3,70, seu valor atual

Fonte: G1 GO