DF: GDF prevê economizar R$ 450 mil ao ano deixando de pagar Conselho de Transportes

O Conselho de Transporte Público Coletivo do Distrito Federal foi reativado nesta quarta-feira (15). A medida foi publicada no Diário Oficial do DF. A partir de agora, os 18 conselheiros deixam de ser remunerados, gerando uma economia de R$ 450 mil por ano aos cofres públicos.

O conselho é formado por 18 pessoas escolhidas entre a sociedade civil, as empresas de transporte e o Poder Executivo. O grupo é responsável por avaliar políticas públicas voltadas para a mobilidade urbana.

A última reunião do colegiado foi em 2014. Até aquela data, cada conselheiro recebia R$ 2.057,55 por mês. A partir do Decreto nº 38.058, de 2017, publicado nesta quarta, os conselheiros passam a exercer o trabalho sem nenhum tipo de remuneração.

Segundo o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, o GDF não tinha como recompor o conselho pagando os jetons, mas com a medida será possível eleger os novos representantes e retomar as reuniões do colegiado.

O Conselho de Transporte Público Coletivo do Distrito Federal foi criado por meio do Decreto nº 9.269, de 1986. São atribuições do colegiado opinar sobre a aprovação de planos de expansão do sistema e zelar pelas normas que disciplinam o modelo de transporte na capital.

Fonte: G1 DF