Entorno DF: Passageiros queixam das péssimas condições dos ônibus da Mais X, em Novo Gama

Por Rafael Martins

Passageiros que dependem dos serviços da Mais X, em Novo Gama, reclamam da precariedade dos ônibus. A reportagem da TV Anhanguera, exibida hoje no Bom Dia GO, revelou veículos com pneus carecas, bancos rasgados e sem faróis.

Outra reportagem, desta vez da Globo Brasília, mostrou um ônibus circulando entre Novo Gama e Plano Piloto sem os vidros da porta dianteira.


Em outro veículo, já na DF-020, na divisa entre Novo Gama e o DF, a porta central não abria. Casos como esse, segundo os passageiros, são rotineiros nos ônibus da empresa.

A Mais X opera em Novo Gama desde abril de 2014, quando a Viacap, empresa que pertence ao Grupo São José, desistiu de operar nas linhas entre o município goiano e o Distrito Federal. A decisão da Agência ocorreu depois de protestos quase que diários na BR-040 por causa da má qualidade do serviço prestado pela Vian e Vialuz, que parou o Entorno Sul entre os meses de março e abril de 2014.

A partir deste sábado (25), a Taguatur começa a operar no Pedregal/Novo Gama e Lago Azul para Taguatinga e Gama com ônibus novos (zero km). 

A autorização da Mais X tem validade até a conclusão da licitação do semiurbano feita pela ANTT, na linha entre Novo Gama e Brasília. Já no Lago Azul, a Rota do Sol continua operando no trecho Lago Azul-Brasília.

A ANTT informou que técnicos da Agência estudam a integração das linhas do Entorno com o sistema de transporte do DF.

Cassação da autorização

Em agosto de 2016, a ANTT disse que a empresa poderia ter sua autorização cassada, após um ônibus envolvido em um acidente com 13 pessoas, não ter autorização da Agência para circular.

Na época, a ANTT ressaltou que realizou três vistorias na frota operacional da Mais X: a primeira entre 15 e 17/12 de 2015; a segunda entre 5 e 7/4 deste ano; e a última no dia 17/5.

Segundo a Agência, o ônibus envolvido no acidente não foi apresentado em nenhuma destas vistorias. Com isso, um processo administrativo foi aberto para apurar o que aconteceu, e constatada irregularidades na permissão, a mesma poderia ser cassada; o que não ocorreu.

Novo chamamento para substituir a Mais X

Nesta terça (21) a Prefeitura de Novo Gama informou que representantes do município tiveram uma reunião com a ANTT para reivindicar a troca da Mais X devido ao péssimo atendimento e má qualidade da frota. 

De acordo com a Prefeitura, a ANTT vai fazer um novo chamamento público para que uma nova empresa se cadastre para operar a linha Novo Gama - Brasília; até que a licitação para escolher uma empresa definitiva no prazo de 15 anos seja concluída.