DF: Multas por transporte pirata crescem 103%

As multas por transporte pirata no Distrito Federal aumentaram 103% em 2016. Segundo dados do Batalhão da Polícia Rodoviária, foram 1.010 multas no ano passado. A polícia informou que está fazendo ronda à paisana e intensificando as operações em locais estratégicos como a Epia, o Eixão, a subida do Colorado e a EPNB.

Na blitz realizada sexta-feira (13) na Epia Sul, os policiais flagraram um dos motoristas irregulares recebendo a ligação de outro infrator para avisá-lo da fiscalização. “Eles possuem informantes nas paradas de ônibus, em outras vans e até carros mesmo, quando notam a presença da polícia, já entram em contato com todos os demais”, afirmou o tenente Rodrigo Silvério Santos.

Ele diz que a estratégia utilizada é que ao serem avisados, os motoristas de transporte pirata desembarcam os passageiros em paradas anteriores e quando chegam até o local da blitz estão com as vans vazias. Nesse caso, ainda que o policial saiba que é uma van de transporte pirata não pode notificá-lo.

Para o tenente Renato Eneas, outro problema do transporte pirata é a falta de segurança. “Eles não têm manutenção, então, nós temos um índice muito grande de acidentes devido à falta de manutenção desses veículos.” Eneas contou que já viu situações em que o veículo estava lotado, com os passageiros que não utilizavam cinto de segurança e o freio falhou, causando acidente grave. A multa para transporte irregular é de R$ 130 e quatro pontos na carteira de motorista.

Fonte: G1 DF