Goiânia: Motoristas protestam e param ônibus do Eixo Anhanguera por 4h

Motoristas dos ônibus que circulam no Eixo Anhanguera realizaram um protesto e pararam as atividades durante 4 horas nesta sexta-feira (23). A população que precisa do serviço, que atende Goiânia e algumas cidades da Região Metropolitana, ficou sem transporte das 10h às 14h.

De acordo com o Sindicado dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Goiás (Sinittransporte), três questões motivaram a paralisação: o atraso no pagamento do tíquete natalino, no valor de R$ 970, insegurança e alterações nas escalas dos motoristas.

Por volta das 13 horas, a direção da Metrobus, empresa responsável pela circulação dos ônibus no Eixo Anhanguera, se reuniu com os motoristas no Terminal Padre Pelágio. Houve consenso e os servidores voltaram ao trabalho.

Segundo informou ao G1 a assessoria de imprensa da Metrobus, por telefone, que realmente houve atraso no benefício, previsto para ser pago no dia 20. No entanto, salientou que os depósitos foram feitos na tarde desta sexta-feira (23).

Sobre a segurança, os motoristas reclamaram que estão vulneráveis e citaram o caso de um motorista esfaqueado na última quarta-feira (21) ao tentar evitar que passageiros fossem assaltados, na GO-060.

A companhia afirmou que mantém 106 vigilantes em terminais e plataformas, além de realizar o videomonitoramento das estações.

Já em relação às mudanças de escalas, uma nova reunião será realizada na próxima semana para discutir o assunto.

Fonte: G1 GO