Goiânia: Após morte de jovem no Padre Pelágio, passageiros relatam clima de insegurança

Jovem esfaqueado durante briga no terminal Padre Pelágio, no Bairro Ipiranga, em Goiânia, morre um dia após o crime. Após o ocorrido, usuários do transporte coletivo relatam apreensão devido à falta de segurança no local.

O caso ocorreu na tarde da última terça-feira. Rafael Junio de Almeida, de 21 anos, foi atingido no tórax durante discussão com um grupo de jovens. A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol), onde não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de ontem.

Até a tarde de ontem a família de Rafael não havia retirado o corpo do jovem no Instituto Médico Legal (IML). De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o delegado Thiago Martimiano investiga o caso. O POPULAR entrou em contato com ele, mas não foi localizado.

Rotina

Quem frequenta o terminal se diz apreensivo com crimes no local. “É muita violência. Roubam aqui direto e não têm medo da polícia, porque quase não tem, a gente é quem tem deles”, disse a estudante Paula Figueiredo, 20. Segundo ela, passar pelo terminal faz parte da rota diariamente. “Tenho medo. Só venho para cá porque não tem outro jeito. É a única rota para ir para casa”, contou.

A copeira Nilvanete Ferreira, 28, mora no setor Jardim Cerrado e trabalha no Centro da capital. Diz que todos os dias frequenta o terminal. Ela conta que brigas são comuns. “Direto tem essas brigas, ou arrastão. A gente tem que sujeitar a isso, já que não tem outro jeito. Ver um carro de polícia é raro.”

Por meio de nota, a Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) informou que a segurança nos terminais administrados pelo RedeMob Consórcio é reforçada com câmeras de segurança. Além disso, todos os terminais e plataformas recebem rondas especiais da Polícia Militar.

Com relação à briga, a RMTC diz que “o rapaz foi agredido inicialmente dentro do Terminal Padre Pelágio e executado fora do mesmo. Os vigilantes detiveram os suspeitos tentando embarcar em um veículo e acionaram a Polícia Militar, em seguida eles foram conduzidos à central de flagrantes”.

Fonte: O Popular