Goiânia: Rua 44 terá corredor exclusivo para ônibus

Devido às instalações do futuro BRT Norte Sul, o trânsito na região do Terminal Rodoviário de Goiânia sofrerá alterações. As possíveis mudanças fazem parte de uma proposta apresentada à Secretaria Municipal de Planejamento e Habitação (Seplanh) pela empresa que administra o terminal. A Avenida Goiás, no trecho entre a Praça do Trabalhador e a Avenida Oeste, deverá ter 18 metros de largura, além do calçamento. A circulação de veículos e pedestres é intensa neste trecho e, de acordo com a proposta, o tráfego irá fluir com mais rapidez e organização.

A região centro-oeste de Goiânia é a porta de saída da cidade e uma das mais movimentadas. Por isso, a instalação da plataforma do Terminal Rodoviário de Goiânia do BRT Norte Sul é estratégica, segundo especialistas da área, e tem o objetivo de regularizar as áreas públicas municipais e estaduais da região por meio de um protocolo de intenções celebrado entre a Prefeitura e o Governo de Goiás. A Rua 44 também sofrerá alterações.

O secretário de Planejamento e Habitação, Sebastião Juruna, garante que a proposta será aceita pela Prefeitura Municipal por que é de grande interesse – principalmente com relação aos custos - e importante para facilitar o trânsito da região. “A forma como o tráfego irá fluir possibilitará que pedestres e veículos transitem sem o congestionamento que ocorre atualmente”, explica.

O congestionamento de veículos é um problema antigo da Rua 44 – e não só de lá. O grande número de lojas nesta via atrai milhares de pessoas e é quase impossível trafegar por lá nos horários de pico e, principalmente, durante as feiras. A largura da via será ampliada, além da criação de um acesso lateral para os ônibus que realizam embarque e desembarque de passageiros no terminal rodoviário. O objetivo é retirar da via os ônibus que aguardam para entrar na rodoviária. “Os ônibus não conseguem entrar ou sair do terminal e vão congestionando o trânsito. Com as alterações, o corredor exclusivo será criado e a qualidade do serviço público, melhorada”, assegura Juruna. “As alterações serão possíveis por que há mais de dois alqueires de áreas do município, do Estado e da concessionária nesta região que possibilitará o remanejamento da utilização de serviços”, completa.

Passarela

De acordo com o secretário, uma passarela para pedestres ligará o BRT desde a Avenida Goiás até a Rua 44. “A passarela irá passar por dentro do terminal rodoviário e será totalmente asfaltada. As vagas de estacionamento também serão ampliadas e totalizarão mais de 500 vagas”, explica.

Questionado sobre quanto sairá dos cofres públicos para que as alterações sejam efetuadas, Juruna certifica que o poder municipal terá poucos custos com as obras, mas ainda não foi definido o total. “A passarela será custeada pela Prefeitura, assim como outras pequenas obras. Todavia, os gastos mais altos serão assumidos pela concessionária que administra o terminal rodoviário”, conclui o secretário. As alterações ainda estão em análise e não tem data para começarem a ser realizadas.

Fonte: O Hoje