Goiânia: Cartão Sitpass Expresso começa a ser vendido em ônibus

Os usuários do transporte coletivo que embarcam nos ônibus sem comprar bilhete de passagem ganham um novo serviço a partir desta terça-feira (15), na Grande Goiânia. Os passageiros que não têm Sitpass, o bilhete de embarque na capital, podem adquirir o Cartão Sitpass Expresso, vendido pelos próprios motoristas.

Inicialmente, o cartão estará disponível apenas para os passageiros que utilizam as linhas de ônibus dos terminais Maranata, Recanto do Bosque e Nerópolis. De acordo com a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) o programa ainda tem caráter experimental e será expandido às demais linhas gradativamente.

O serviço custa R$ 5,50 a viagem, R$ 1,80 mais caro do que a tarifa comum, de R$ 3,70. De acordo com a CMTC, o usuário que utilizar o cartão poderá, ao desembarcar em um terminal de ônibus, ter a diferença restituída em dinheiro ou em recarga no Cartão Fácil, obtendo o cartão de forma gratuita.

De acordo com o órgão, existem cerca de 2 mil pontos de vendas de Sitpass na capital. Entre eles estão as 66 máquinas de autoatendimento, além das recargas que podem ser feitas pela internet. De acordo com a CMTC, 99% dos usuários do transporte embarcam nos ônibus já com as passagens.

O novo serviço, conforme a companhia, é para atender 1% dos passageiros, que entram nos ônibus sem ter adquirido o Sitpass. Segundo o órgão, estes usuários permanecem na parte dianteira do ônibus dificultando a entrada de outros usuários.

O usuário que entrar no veículo sem Sitpass não será obrigado a adquirir o Cartão Sitpass Expresso. Caso queira, poderá aguardar a chegada ao terminal, onde a venda do bilhete será feita.

A CMTC esclarece que o novo cartão tem caráter “complementar” e não substitui nenhum cartão utilizado no transporte. A ideia, segundo o órgão, é dar uma alternativa para quem precisa embarcar e, por algum motivo, não tem o Sitpass.

O cartão será vendido exclusivamente dentro do ônibus pelo motorista, que será remunerado em programa de participação em resultados, de acordo com a quantidade de cartões vendidos.

Fonte: G1 GO