DF: Estação do Expresso Sul está pronta, mas se deteriora sem uso

Inaugurada ainda no governo Agnelo Queiroz, em 2011, as obras do Expresso Sul, entre Santa Maria e Gama até a Rodoviária do Plano Piloto, estão concluídas, com recebimento provisório assinado pela Secretaria de Mobilidade. Mas, a estação da Candangolândia somente foi concluída a parte estrutural. Abandonada, o local é alvo de depredações, moradores de rua e de descaso.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade, as obras foram suspensas “porque o projeto do trecho entre a Estação Park Way e o Terminal de Integração Multimodal da Asa Sul (TAS) precisou ser revisto, considerando que neste trecho também haverá a operação do Expresso Sudoeste”, afirmou em nota. A conclusão do trecho até o TAS, passando pela EPIA/ParkShopping, está prevista para até agosto de 2018. Mas, ainda não há previsão para o início do funcionamento da estação. Até agora já foram gastos na Estação Candangolândia R$ 1.470.195,79.

Neste momento, o Governo do Distrito Federal tem três obras de BRT inacabadas e abandonadas. São elas: a linha da EPTG, o chamado BRT-Oeste; a linha para Sobradinho e Planaltina, o BRT-Norte, para Sobradinho e Planaltina, e também a linha do BRT-Sul.

Atualmente, o DFTrans tem com as estações que estão em operação um custo mensal de R$ 800 mil por mês, em especial com segurança, limpeza e manutenção.

Fonte: Jornal Alô Brasília