Goiânia: Negociação discute operação durante a greve do transporte coletivo

Durante reunião na manhã desta quinta-feira (11), no Ministério Público do Trabalho, representantes do Sindicado dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Goiás (Sindittransporte) e do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Goiânia (Set), discutiram a frota que rodará no período de greve dos motoristas do transporte coletivo de Goiânia, marcada para a próxima segunda-feira (15).

Segundo o presidente do Sindittransporte, Alberto Magno, não houve acordo. Conforme Magno, a proposta feita pelo Ministério Público foi de 70% da frota no horário de pico e de 50% no entre-pico. Apesar do apoio das empresas do transporte coletivo, o Sindittransporte não concordou com a proposta.

As empresas do transporte coletivo devem entrar com dissídio de greve ainda nesta quinta-feira (11), o que encaminha a discussão para o Tribunal Regional do Trabalho. Segundo Alberto Magno, uma nova reunião deve ocorrer antes de segunda-feira (15).

Fonte: Diário de Goiás