Goiânia: Lançado Plano de Mobilidade de Goiânia

Foi lançado na tarde desta terça-feira, 5, na sede da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), em Goiânia, o Plano de Mobilidade Urbano (PlanMob-Goiânia). A partir de agora serão iniciados os trabalhos para desenvolvimento, institucionalização e implantação. 'Os trabalhos serão executados por uma empresa especializada no prazo de 12 a 14 meses', informou o coordenador geral do Plano de Ação Goiânia Sustentável, Nelcivone Soares, que na oportunidade representou o prefeito da capital goiana, Paulo Garcia.

O objetivo principal do PlanMob-Goiânia é promover alterações significativas no padrão de circulação de pessoas e bens na cidade. 'O Plano de Mobilidade é uma realidade para cidade e cumpre o que é estabelecido pela Política Nacional de Mobilidade Urbana', salienta Nelcivone Soares.

Para uma plateia fornada por pessoas de diversos segmentos, Nelcivone disse que projetos urbanos desenvolvidos pela atual gestão, como corretores exclusivos para ônibus, rotas cicloviárias, BRT e outros, visam estimular o uso do transporte público, que é uma importante diretriz da Política Nacional de Mobilidade Urbana. 'Na prática, conforme estabelece o PlanMob-Goiânia, as políticas públicas que são desenvolvidas têm como foco principal a diminuição do tempo das pessoas no trânsito', afirmou Nelcivone.

Para o sócio-diretor da Oficina Consultores, empresa que vai colocar em prática o PlanMob-Goiânia, Arlindo Fernandes, é importante para Capital enfrentar esse que é um grande desafio para as cidades, que é a mobilidade urbana. 'Esse tema é hoje de grande relevância, principalmente pelo aumento do número da frota de automóveis nas cidades', ressaltou Arlindo, completando que o foco principal da mobilidade nos tempos atuais não é a circulação de veículos, mas de pessoas.

Sob coordenação da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT), os trabalhos de pesquisas, prognósticos, ações, indicadores, projeções e o desenvolvimento urbano do plano serão discutidos com o Fórum Goiano de Mobilidade.

Fonte: Prefeitura de Goiânia