Goiânia: Cadastramento do Cartão Metrobus começa segunda

Para aperfeiçoar o acesso dos cidadãos à tarifa social do transporte no Eixo Anhanguera, o Governo de Goiás começa a implantar nesta segunda-feira, dia 18, o Cartão Metrobus, que garantirá o pleno acesso à meia tarifa em toda a extensão da linha de transporte coletivo. Os usuários do Eixo terão mais de 60 dias, até o dia 23 de setembro, para fazer o cadastramento e receber gratuitamente o Cartão Metrobus, que garantirá até 120 passagens por mês para livre uso no sistema.

A partir do dia 23 de setembro, o uso do Cartão Metrobus no Eixo Anhanguera será obrigatório para o acesso à meia tarifa (R$ 1,85). Até lá, o benefício continuará sendo oferecido, simultaneamente, pelo sistema atual (pagamento em dinheiro) e o Cartão Metrobus (créditos adquiridos previamente). O cartão ficará pronto em até 15 dias após o cadastramento e o usuário poderá utilizar até quatro viagens diárias, em um total máximo de 120 viagens por mês.

O cronograma de transição entre o sistema atual e a plena implantação do Cartão Metrobus foi apresentado nesta sexta-feira, dia 15, pelo secretário de Governo, Tayrone Di Martino, durante coletiva de imprensa, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia.

O secretário esclareceu que o principal objetivo das mudanças é aperfeiçoar o acesso à tarifa social, garantindo maior controle e fiscalização dos recursos empregados no programa, coibindo fraudes, e de forma a garantir que o benefício chegue àqueles cidadãos que mais precisam dele.

Sem o cartão, o acesso ao Eixo Anhanguera se dará apenas com o pagamento da tarifa cheia (R$ 3,70). “As pessoas precisam se cadastrar o quanto antes. Não haverá perda para o usuário, apenas ajuste para melhor controle”, destacou.

O cadastro poderá será feito pelo site da Secretaria de Governo (www.segov.go.gov.br), da Superintendência da Juventude (www.juventude.go.gov.br), aplicativo Cartão Metrobus (sistemas Android e IOS) e nas unidades do Vapt Vupt. “Estamos garantindo o benefício da meia passagem. Mas, para isso, é preciso ter o Cartão Metrobus.

Tayrone lembrou que todos os passageiros do transporte coletivo que não possuem outro benefício ou direito como Passe Livre Estudantil, Passe Livre do Idoso, Portador de Necessidade Especial ou Cartão-Criança, Passe Escolar e Vale-Transporte têm de se cadastrar. “Com o Cartão Metrobus, os mecanismos de controle e fiscalização de aplicação dos recursos públicos são ampliados, além de evitar que o sistema de transporte seja sobrecarregado por uso indevido, o que prejudica o próprio usuário. A meta é sempre facilitar para o cidadão”, acrescentou.

O superintendente estadual da Juventude, Leonardo Felipe Marques de Souza, explicou que esse cadastro é necessário para que não haja duplicidade de benefício, o que onera para o Estado e prejudica quem realmente precisa. “Normatizar esse subsídio é uma forma de melhor distribuir os benefícios para a população”, disse.

Para fazer o cadastramento serão necessários: Carteira de Identidade, CPF e comprovante de endereço com data recente. O beneficiário do Cartão Metrobus poderá utilizar até quatro viagens diárias, em um total máximo de 120 viagens por mês. Os usuários poderão optar ainda por carregar o cartão com 60 e 90 viagens mensais. O cadastramento pode ser feito até o dia 23 de setembro.

“Teremos mais de 2 meses para os usuários realizarem o seu cadastramento, conforme orientação fornecida pelo Procon-GO e Ministério Público estadual (MP-GO)”, disse. “A medida visa o controle. Se houver redução do valor repassado pelo Estado, será revertido para o Fundo Protege e para outros benefícios como a Bolsa Universitária”, destacou.

Sobre o cadastramento

O cadastramento é gratuito e pode ser realizado pelo aplicativo “Cartão Metrobus”, pelos sites www.segov.go.gov.br e www.juventude.go.gov.br ou em qualquer unidade Vapt Vupt da Região Metropolitana. O usuário precisa apresentar RG, uma foto 3X4 e comprovante de residência.

O limite de viagens é de 60, 90 ou 120 mensais. Se o usuário solicitar e justificar mediante processo administrativo sua necessidade, poderá receber mais viagens.

Quem tem o Passe Livre Estudantil, Passe Livre do Idoso ou Passe Escolar continua com seu benefício garantido e não precisa se cadastrar no Cartão Metrobus.

Funcionários de empresas que possuem o Cartão Fácil podem optar entre manter ou substituir seu benefício pelo novo Cartão e usufruir da meia passagem.

É aconselhável que pessoas de outras cidades que passarem mais de 15 dias em Goiânia, utilizando o Eixo, solicitem o Cartão Metrobus para utilizar o benefício.

Fonte: Goiás Agora