DF: Sem acordo com empresas, rodoviários devem entrar em greve na segunda

Rodoviários e Governo do Distrito Federal saíram da audiência de conciliação sem acordo sobre os rumos da greve geral, que deve começar na próxima segunda-feira (4/7). De acordo com o sindicato que representa a categoria, na reunião realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª região na tarde desta sexta-feira (1º/7), o Executivo e as empresas se dispuseram apenas a negociar, mas não apresentaram nenhuma proposta de reajuste.

“A assembleia é domingo (3). Se até lá não houver proposta, não temos o que apresentar à categoria”, afirmou o diretor de Comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Marcos Júnior Duarte. Os trabalhadores vão decidir sobre a greve geral dos ônibus, às 10h, no Conic.

Os rodoviários reivindicam reajuste de 19,86% nos salários (9,86% referentes à inflação e 10% de ganho real). Além disso, pedem melhores condições de trabalho, como mudanças estruturais no terminal rodoviário da Asa Norte.

No início da semana, os rodoviários reduziram a frota de ônibus nas ruas para 60% do total, em protesto. Essa mesma quantidade de coletivos voltou a rodar até domingo, quando a assembleia definirá os rumos do movimento.

Fonte: Portal Metrópoles