DF: Liminar suspende interdição da garagem da Pioneira em Santa Maria


Uma liminar suspendeu nesta terça-feira (12) a interdição da garagem da Pioneira em Santa Maria. O Instituto Brasília Ambiental havia mandado fechar as portas do estabelecimento depois de uma fiscalização apontar que parte do óleo diesel, que pinga dos ônibus ou vaza das bombas, passa por uma canaleta e para em um buraco em uma chácara nos fundos da empresa, contaminando o solo e o lençol freático. A Justiça entendeu, porém, que a medida é inválida porque o GDF não analisou até hoje o pedido de licenciamento ambiental feito pela viação em 2013.

Essa foi a terceira vez que fiscais encontraram irregularidades na garagem da Pioneira. A empresa afirma que fez várias obras para se adequar às normas do Ibram e que o que vai parar na chácara é água da chuva, que pode acabar levando parte do óleo que cai no chão. A empresa diz que tentou entrar na chácara para fazer a limpeza, mas não conseguiu autorização.

Ainda de acordo com a viação, o óleo que vaza da bomba de combustível cai em canaletas e para dentro de caixas. Depois, o material é coletado por uma empresa de reciclagem. A Pioneira considera a interdição arbitrária. À TV Globo, o Ibram disse ainda não ter sido notificado da liminar.

A interdição ocorreu na segunda-feira. Desde então, ônibus não podem ser abastecidos no local e as quatro bombas de diesel estão lacradas. A Pioneira também foi multada em R$ 35 mil.

Fonte: G1 DF