DF: Licitação do Expresso Norte depende apenas de liberação de verba federal


O projeto para a construção do Expresso Norte, que vai beneficiar cerca de 200 mil pessoas, está pronto. A proposta está na Caixa Econômica Federal, intermediadora da União, para análise e autorização da liberação dos recursos. Esses são os últimos ajustes antes da abertura do edital de licitação. A construção está estimada em R$ 1,067 bilhão, sendo 70% provenientes do Orçamento Geral da União e 30% emprestados pela Caixa. Todo o processo foi tratado com o Ministério das Cidades, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento.

O trajeto do Expresso Norte

O Expresso Norte partirá de Planaltina, no Setor Central da região administrativa e, passando pela BR-020 e pela DF-003, chegará ao Noroeste, no chamado Terminal Norte

O Expresso Norte vai começar no Terminal de Planaltina, no Setor Central da região administrativa, passar pela BR-020 e pela DF-003 e terminar onde hoje é um dos acessos ao Noroeste, local reservado para a construção do Terminal da Asa Norte. São 68,8 quilômetros de extensão. O projeto ainda define a criação de outro terminal, na região de Mestre d’Armas, em Planaltina, e a colocação de uma estação do Expresso Norte nos terminais de Planaltina e de Sobradinho I e na Rodoviária do Plano Piloto.

Em visita às obras do Trevo de Triagem Norte e da Ligação Torto-Colorado, nessa terça-feira (12), o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, explicou o andamento das negociações com o governo federal. “Nós já estamos com proposta de financiamento para o BRT Norte [Expresso Norte]. Tão logo tenhamos a aprovação, poderemos fazer a licitação”, disse.

O Expresso Norte faz parte do Circula Brasília, lançado em 24 de maio, e é um dos sete eixos do Expresso DF.

Fonte: Agência Brasília