DF: Inaugurado, Terminal do Recanto das Emas vai atender 50 mil pessoas

São dez pontos de embarque e desembarque e 45 vagas de estocagem, além de 13 vagas de estacionamento para automóveis particulares. O terminal também conta com lanchonete, banheiros com acessibilidade e bicicletário com 20 vagas. O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), a administração do terminal e as empresas que operam o transporte vão oferecer, ainda, cinco salas administrativas. “Esse terminal é mais um que, a partir de agora, vai garantir mais conforto e segurança ao cidadão que precisa do transporte público em Brasília”, afirmou Rodrigo Rollemberg.

A reforma faz parte do Programa de Transporte Urbano (PTU), que integra o Circula Brasília, e custou R$ R$ 3.371.170,75. Os recursos são provenientes de um contrato de empréstimo de R$ 33 milhões firmado entre o governo de Brasília e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A inauguração está na agenda das comemorações de aniversário dos 26 anos da região administrativa. “É um espaço que traz dignidade para a população e para os trabalhadores, que antes se acomodavam em um local sem nenhuma condição”, afirma o administrador regional do Recanto das Emas, Fábio Ávila.

Esse terminal é o terceiro a ser entregue em 2016. O do Guará II foi reinaugurado em 11 de junho deste ano e o do Paranoá, em 19 de julho. O de Planaltina teve a reforma iniciada em 16 de julho. Ainda há a previsão da entrega de mais nove neste ano, sendo três novos – dois em Samambaia e outro no Recanto das Emas – e seis reformados – Cruzeiro, Guará I, M Norte, Núcleo Bandeirante, P Sul e Taguatinga Sul. Em 2015, quatro terminais ficaram disponíveis para a população: Ceilândia (QNR), Gama, Riacho Fundo II e Sobradinho II.

Estiveram presentes na cerimônia de inauguração o secretário de Mobilidade, Marcos Dantas; o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Júlio Menegotto; o diretor do DFTrans, Léo Cruz; o deputado distrital Roosevelt Vilela (PSB); o administrador regional da Estrutural, Evanildo Macedo; e a administradora do Gama, Maria Antônia Magalhães.

Fonte: Agência Brasília