DF: Com salários atrasados, rodoviários de cooperativa fazem greve

Motoristas e cobradores da Cootarde – cooperativa que faz percursos entre as regiões administrativas de Ceilândia e Taguatinga, no Distrito Federal – cruzaram os braços nesta quarta-feira (13) para protestar contra o atraso no pagamento dos salários. Os valores deveriam ser debitados até o dia 5. O G1 procurou a empresa por telefone e e-mail, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

De acordo com o DFTrans, os repasses financeiros à cooperativa estão em dia. A paralisação afeta P Sul, P Norte, Setor O e Condomínio Privê em Ceilândia. Em Taguatinga, a greve atinge o setor M Norte. Ao todo, de acordo com o Sindicato dos Rodoviários, há 120 micro-ônibus parados.

Um motorista de cooperativa recebe como salário R$ 1.171. Um cobrador, R$ 880. Os rodoviários da Cootarde já haviam paralisado o serviço em junho, para cobrar o pagamento da cesta básica, de R$ 193,53.

Fonte: G1 DF