DF: Rodoviários voltam a cruzar os braços em ato por reajuste de 20%

Motoristas e cobradores de ônibus voltaram a cruzar os braços entre nesta quarta-feira (1º) em protesto por 20% de reajuste no salário e no tíquete-alimentação. O ato ocorre entre 11h e 14h e afeta oito regiões: Taguatinga Sul, Sobradinho, Santa Maria, São Sebastião, Guará, Cruzeiro, Recanto das Emas e Setor O.

Com a manifestação, ônibus ficaram parados nas garagens. Não houve registro de confusão. A estimativa é que 3 mil funcionários participem do ato.

"Se as empresas não apresentarem uma proposta hoje, vamos intensificar as paralisações nos próximos dias. Esperamos que o governo intervenha e faça com que as empresas tom em uma atitude. As negociações estão na estaca zero", afirmou Marcos Júnior Duarte, secretário de comunicação dos rodoviários.

O ato desta segunda reuniu 4 mil rodoviários e afetou as regiões de Samambaia, Ceilândia, Paranoá, Sobradinho, Gama e Planaltina. A Transit, empresa que representa as companhias de ônibus na negociação, informou que não vai comentar o assunto no momento.

Atualmente o salário dos motoristas de transporte público do DF é de R$ 2.121 e dos cobradores, R$ 1.108. O tíquete é de R$ 660.

Fonte: G1 DF