DF: Audiência de conciliação entre GDF e sindicato dos rodoviários é adiada para 1º de julho

Na manhã desta segunda-feira (6), na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10), representantes do Governo do Distrito Federal e do Sindicato dos Rodoviários solicitaram o adiamento da audiência de conciliação no Dissidio Coletivo de Greve suscitado pelo GDF para questionar paralisações relâmpagos nos terminais de ônibus da capital federal, que começaram no último dia 31. Os advogados das partes alegaram que não houve tempo hábil para discutir e trazer propostas de negociação para a audiência.

O presidente da Corte, desembargador Pedro Luís Vicentin Foltran, marcou a nova audiência para o próximo dia 1º de julho, às 14 horas. A advogada do sindicato requereu a suspensão do processo, e da audiência, para que o GDF, na qualidade de poder concedente, chame as partes - empresas e sindicato - para conversar, participando das rodadas de negociação. O GDF, por sua vez, concordou com a suspensão da audiência e se comprometeu a levar o requerimento do sindicato ao secretário de Mobilidade do Distrito Federal.

Liminar

Na última sexta-feira, o presidente do TRT-10 negou a liminar requerida pelo GDF para que as paralisações fossem declaradas ilegais. Segundo o desembargador Pedro Foltran, não houve descumprimento da Lei de Greve por parte do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros Urbanos, Interestaduais, Especiais, Escolares, Turismo e de Carga no DF (SITTRATER-DF).

Fonte: TRT 10º Região