Goiânia: Audiência na Assembleia Legislativa discute tarifa de ônibus

“Aumento da tarifa x Melhoria do Transporte Coletivo”, foi o tema a audiência que reuniu na manhã desta terça-feira diversas lideranças ligadas ao setor para debater a revisão do processo licitatório que originou o aumento das passagens de ônibus em Goiânia.

Além da autora da iniciativa, deputada Isaura Lemos (PCdoB), que presidiu os trabalhos, participaram: a vereadora por Goiânia Tatiana Lemos (PCdoB); o representante do Procon Goiás, Gleidson Tomaz; o representante do Procon Goiás Goiânia, Leonardo Ferreira; e a presidente da seccional goiana da Comissão de Direitos do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO), Renata Abalém.

Também estiveram presente o prefeito de Nerópolis, Fabiano Luis da Silva (PSDB), e o presidente da União Estadual dos Estudantes (UEE), Ritley Alves, além de representantes de entidades, estudantes e líderes comunitários.

A vereadora Tatiana alertou que quem usa o meio de transporte público não deve ser chamado de usuário, mas sim de consumidor. “Pagamos adiantado por esse serviço”, frisou.

Segundo a vereadora o reajuste na tarifa foi de mais de 12%, aumento esse definido em uma reunião da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), com a passagem passando de R$ 3,30 para R$ 3,70. “Está acontecendo a CPI dos Transportes na Assembleia Legislativa de Goiás e mais uma vez está sendo barrada. Essas empresas de transportes financiam campanhas eleitorais de políticos, isso justifica a retirada de algumas assinaturas do processo de abertura da CPI que investiga o transporte de Goiânia e região metropolitana.”

De acordo com o representante do Procon Goiânia, Leonardo Ferreira, o órgão multou a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) devido à falta de segurança no transporte público. Leonardo chamou a atenção da população para que faça ainda mais denúncias no sentido de cobrar uma melhora da CMTC.

Para Renata Abalém, da OAB, é necessário levar ao conhecimento do Poder Judiciário os problemas apontados pelos usuários e o Judiciário tem que se prontificar em favor da população. “Temos que ter medidas efetivas, ficar só no bate-papo não resolve. Temos que ir atrás e resolver. A OAB-GO está a disposição de todos para lutar pela redução das tarifas e pela busca de um transporte melhor.”

O prefeito de Nerópolis também manifestou sua indignação em relação ao aumento das tarifas que atinge também a cidade que ele administra.

Após momento de participação popular, Isaura partiu para suas considerações finais e sugeriu, juntamente com os demais componentes da mesa, o reforço das ações, mantendo as audiências e a participação da sociedade no Fórum do Transporte Humanizado, que foi criado pelos moradores da região Oeste de Goiânia.

Isaura disse que é apoiadora do trabalho do Fórum e se colocou à disposição dos consumidores do transporte público da capital e região metropolitana.

Fonte: Assembleia Legislativa do Estado de Goiás