Goiânia: Fórum de Mobilidade Urbana e ANTP Centro Oeste discutem BRT Norte Sul

Nesta semana, o coordenador do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Goiânia e presidente da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), Nelcivone Melo, participou do debate de agosto do Fórum de Mobilidade Urbana da Região Metropolitana de Goiânia (RMG) e da Associação Nacional de Transportes Públicos do Centro-Oeste (ANTP Centro Oeste). Desta vez, o encontro – realizado na primeira quinta-feira de cada mês – discutiu o BRT Norte-Sul, uma das obras da Prefeitura de Goiânia alinhadas com o conceito de desenvolvimento sustentável, mote da gestão do prefeito Paulo Garcia.

Na ocasião, Nelcivone relembrou a compensação ambiental exigida pelo órgão municipal de meio ambiente. “Nós emitimos a licença ambiental do BRT exigindo o plantio de 30 árvores para cada árvore que for removida (em decorrência da obra). Vão ser plantadas em torno de 6,8 mil árvores”, informou, adiantando que a Amma já selecionou a empresa que fará o Plano de Mobilidade Verde da capital.

“Hoje, o contrato com o consórcio (do BRT) não prevê a renovação de frota, mas no futuro, nós vamos colocar uma cláusula de modificação para uma frota mais sustentável. Muitas cidades no mundo já estão adotando ou ônibus híbridos ou ônibus elétricos ou outros tipos de combustíveis menos poluentes”, pontuou o presidente da Amma, que já testou o ônibus elétrico de uma empresa chinesa interessada em introduzir o veículo no Brasil.

Créditos de carbono

Na reunião da última quinta-feira, 6, no auditório da ANTP Centro Oeste, Nelcivone Melo disse que a Amma já está finalizando projeto do mercado de carbono. “Goiânia tem condição de captar muitos recursos de créditos de carbono em função do que nós possuímos. Nosso inventário de gases de efeito estufa mostra que o maior emissor, no município, são os veículos, de um modo geral. Então, se nós tivermos um plano de melhoria da frota, nós vamos reduzir a emissão”, avalia.

Os dados técnicos do BRT Norte-Sul foram apresentados pelo engenheiro civil Benjamin Kennedy Costa. O responsável pela execução do BRT, Ubirajara Alves Abud, comemorou o andamento das obras. “Nunca na história de Goiânia se investiu tanto no transporte coletivo. Tem a ver com as convicções do prefeito Paulo Garcia de termos uma cidade mais sustentável”, finalizou.

Fonte: Prefeitura de Goiânia