DF: Relator da CPI do Transporte revela novas irregularidades no sistema do DF


Chegando à metade do prazo para o encerramento dos trabalhos, a CPI do Transporte da Câmara Legislativa, que investiga irregularidades na licitação do sistema de transporte do Distrito Federal, prepara-se para suas oitivas decisivas.

Em três meses, os membros da comissão ouviram secretários, presidentes e membros da comissão especial de licitação responsáveis por conduzir o certame, e a conclusão foi sempre a mesma: o governo permitiu os erros no processo licitatório, e foi indevida a atuação do advogado Sacha Reck, que prestava consultoria tanto para o governo quanto para uma das empresas que venceram a disputa.

Acompanhando de perto o desenrolar da CPI do Transporte, a equipe de reportagem do Fato Online conversou com o relator do processo de investigação Raimundo Ribeiro (PSDB), que falou em primeira mão sobre novas irregularidades encontradas, agora na bilhetagem do sistema.

Ribeiro destacou ainda a estranheza causada pela defesa do sistema em questão feita pelo secretário de Mobilidade, Carlos Tomé, que declarou à CPI acreditar que o sistema poderá ser benéfico para a população quando for integralmente implantado, mesmo ao alto custo pago pelo governo. Criticou os frequentes pedidos de recursos para subsidiar o sistema e garantiu que, ao fim das investigações, seu relatório terá resultados que beneficiarão os usuários e reduzirão custos para o contribuinte.

Fonte: Portal Fato Online