Goiânia: Até final do mês haverá 25% menos ônibus nas ruas

Na Grande Goiânia quem não entrou de férias neste mês de julho continua enfrentando a rotina de trabalho e reclama da demora na espera nos terminais e pontos de ônibus. A Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) admite que foi realizada uma redução de 25% no serviço, devido a uma queda de demanda no período de férias.

A Companhia explica que foi um ajuste de planilhas, que seguirá até o dia 31 deste mês, nas linhas que atendem a regiões onde há instituições educacionais. Mas essa redução da frota tem gerado muita reclamação, pelo menos é o que aponta usuários ouvidos pela reportagem de O HOJE em três terminais da capital.

A vendedora Ana Claudia Carvalho Ferreira, 20 anos e residente no Jardim Novo Mundo conta que há duas semanas, o ônibus passava no ponto onde ela fica por volta de 6h50 da manhã e, agora, chega às 7h10, 7h15. “Mesmo em tempo de aulas, a maioria de usuários é de trabalhadores e não há justificativa para reduzir a quantidade de veículos disponíveis”.

Outra que se queixa é a protética Renata Pereira Tavares, 36 anos e moradora da Vila Nova. “Antes das férias, a demora girava em torno de 25 a 30 minutos e hoje, esse tempo está estipulado em cerca de 35 a 40 minutos”.

Demora

Outra que reprova o transporte coletivo nas férias é a cuidadora Simone Valéria Lobo Gonçalves, 38 anos e residente no Balneário Meia Ponte. “Férias e final de semana são dois períodos terríveis porque os veículos demoram de 40 minutos a mais para passar. Até me canso de esperar”.

O estudante universitário Michel Gomes, 19 anos, residente no Setor Leste Universitário, relata que alguns demoram demais, enquanto outros continuam normais. “Mas, os que vão para o Campus Samambaia da UFG então nem se fala. Se já demoravam antes, agora piorou”.

Ivone Rodrigues de Souza, 54 anos, auxiliar de serviços gerais, mora no conjunto Itatiaia e afirma que o serviço melhorou. “Trabalho no Pólo Empresarial de Aparecida de Goiânia e ao chegar aqui, tem ônibus a todo o momento e eles estão vazios”.

Ajustes

Por meio de nota, a CMTC explica que, de forma temporária, os intervalos das viagens tiveram ajustes de cinco a 20 minutos para mais ou para menos. A Companhia solicita ainda aos usuários, que ao perceberem falhas no cumprimento das planilhas e outras irregularidades, denunciem pelos telefones 0800 646 1851 ou 3524-1851.

Fonte: O Hoje