DF: Sobradinho II ganha terminal de ônibus

Para a faxineira Maria Mônica Oliveira, de 50 anos, o mais difícil não era a demora do ônibus, mas sujeitar-se a ficar em pontos improvisados por não ter onde esperá-lo, exposta ao sol forte ou à chuva. A partir desta terça-feira (28), porém, as variações do clima deixam de ser um problema para ela e outros cerca de 15 mil usuários do transporte público de Sobradinho II, região que conta agora com um terminal próprio para o embarque e o desembarque de passageiros.

O espaço tem 10 boxes e vagas para 30 ônibus, onde 20 linhas farão ligações circulares com regiões próximas e com o Plano Piloto. Dessas, 7 são novas e outras 5 ganharam reforço recentemente. De acordo com responsáveis pela empresa Piracicabana, cerca de 120 ônibus operarão no terminal, localizado na AR 25, Conjunto 1, Lote 2.

As obras custaram R$ 3,5 milhões, recursos provenientes do empréstimo de US$ 176 milhões feito com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a execução do Plano de Transporte Urbano de Brasília.

Antes de Sobradinho II, Riacho Fundo II recebeu, no mês passado, a mesma estrutura. "Outros seis terminais estão com previsão de entrega neste ano", afirma o governador Rodrigo Rollemberg. Ceilândia, Gama, Recanto das Emas e Samambaia fazem parte dessa projeção — sendo os dois últimos com dois terminais, cada. Guará I e II, Cruzeiro e Núcleo Bandeirante são alguns dos programados para a construção de um novo espaço em 2016.

Estrutura

A nova área tem banheiros masculino e feminino, lanchonete, bicicletário, sala exclusiva para funcionários das empresas de ônibus, e é totalmente adaptada às normas de acessibilidade. "A intenção é oferecer melhoria no serviço e dar mais conforto ao cidadão", resumiu o secretário de Mobilidade, Carlos Tomé.

Dos dez boxes, dois ainda aguardam para entrar em operação. Segundo o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), as linhas que vão ocupá-los não estão definidas.

Demanda

De acordo com o administrador regional de Sobradinho II, Estevão Reis, a população esperava pela construção desse equipamento público havia uma década. “A localidade é nova, mas a comunidade é grande, e por isso precisamos oferecer toda a estrutura urbana necessária.”

Para Divino Sales, administrador de Sobradinho, a obra “atende a toda a região, principalmente trabalhadores que precisam se deslocar todos os dias”.

Além do governador, do secretário de Mobilidade e dos administradores, estiveram na inauguração a secretária de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Marise Nogueira; o diretor-geral do DFTrans, Clóvis Barbará; a administradora de Planaltina, Dinalva Cantallops Satre; o comandante em exercício do 13º Batalhão de Polícia Militar, major Delfino; os deputados distritais Dr. Michel (PP), Rafael Prudente (PMDB) e Julio César (PRB), líder do governo da Câmara legislativa; o empresário da Piracicabana, Joaquim Constantino, e o diretor da viação, Fausto Mansur.

Fonte: Agência Brasília