DF: Inversão de trânsito em Taguatinga depende de novo asfalto na Samdu

O sentido do trânsito nas Avenidas Samdu e Comercial, em Taguatinga, será invertido assim que for concluído o recapeamento asfáltico da primeira. A obra tem início previsto para segunda-feira (20). No sábado (18), começam a ser feitas pequenas intervenções — como os alargamentos da Hélio Prates na confluência com a Samdu e do acesso à Samdu Norte para quem trafega pelo centro de Taguatinga — necessárias para as mudanças que o governo promoverá no tráfego de veículos naquelas duas vias.

As decisões foram anunciadas pelo governador Rodrigo Rollemberg nesta quarta-feira (15), durante encontro com lideranças comunitárias e empresariais de Taguatinga no Palácio do Buriti. Os demais aspectos da inversão, como a construção de calçadas e ciclovias, serão discutidos em reuniões de trabalho entre representantes do governo, da comunidade e de movimentos organizados da região administrativa. "Vamos ampliar o debate para alcançarmos o objetivo comum: fazer o melhor por Taguatinga", afirmou o governador na reunião de hoje. Na manhã de quarta-feira (22), Rollemberg deverá visitar as obras de renovação do asfalto da Samdu.

O chefe do Executivo local recebeu um manifesto da Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (Acit) e do Movimento Taguatinga Unida. No documento, as entidades pedem a criação de um grupo para aprofundar o debate sobre a inversão. "O encontro teve um desfecho satisfatório, já que a população e os segmentos organizados da sociedade terão novas oportunidades de se manifestar", avalia Justo Morais, presidente da Acit.

Participaram do encontro o vice-governador Renato Santana, a deputada distrital Sandra Faraj (SD), o administrador regional de Taguatinga, Ricardo Lustosa, o diretor-geral do Departamento de Trânsito do Distrito Federal, Jayme Amorim, o coordenador do Movimento Taguatinga Unida, Ronald Filgueiras, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal, Edson de Castro, o arquiteto Egito Souza, os engenheiros Vilmar Salles e Artur Morais, o empresário Francisco Sávio de Oliveira e o presidente do Lyons Club Taguatinga Independência, Raimundo Bandeira.

A inversão

Com a alteração, o fluxo de veículos na Samdu será do centro em direção à Avenida Hélio Prates. Na Comercial, o tráfego fluirá no sentido norte-sul, indo do Taguacenter à área central de Taguatinga. A inversão inclui a reprogramação das sinalizações horizontais e verticais, dos semáforos e das linhas de ônibus, além de reforço na iluminação e na segurança. As duas vias — por onde circulam cerca de 68 mil veículos por dia — são paralelas e de mão dupla, com duas faixas de rolamento em cada direção.

Fonte: Agência Brasília